Livros x Séries

  • Acidentally On Purpuse
  • Amigas Online
  • Bones
  • Friends
  • Fringe
  • Glee
  • Gossip Girl
  • Pretty Little Liars
  • Private Practice
  • Sobrenatural
  • The Vampire Diaries
  • True blood

domingo, 8 de maio de 2011

Liberdade?

A vida para nós, humanos, está se tornando cada vez mais complicada. Quando você acha que vai conseguir realizar algo, lá vem a nossa maior inimiga: a falta de tempo. Não temos mais tanto tempo livre. Nossas rotinas estão tão corridas e tão complicadas que fica difícil achar que você manter-se-á equilibrado e normal até a chegada dos cabelos brancos, e se você não segue a mídia e seus padrões, eles chegam até você, dominando-te por inteiro.

Não existe mais cheiro de bolo na minha rua, nem de biscoitos ou pão caseiro. Também não existem pessoas na calçada, conversando e rindo. Todas as crianças estão dentro de suas casas, e algumas (pasmem!) nem sabem o que é um pião ou um jogo de tabuleiro. E também tem nós, os adolescentes, que temos que estudar o dia inteiro e todos os dias, porque os vestibulares estão chegando com suas questões cada vez mais elaboradas, que prezam tanto raciocínio e tanta gastação de neurônios. Mas isso é para aqueles mais centrados. Às vezes tenho uma certa inveja das pessoas mais largadas, que não levam nada a sério. Tudo bem que elas podem não ter a carreira dos sonhos ou que suas mães não orgulham-se delas porque não têm talento ou ambição qualquer na vida, mas pelo menos a vida delas é uma festa. Eu também queria que a minha vida fosse uma festa. Onde eu possa dançar até meus pés se encherem de calos, fazer tudo sem temer em virar o assunto dos vizinhos, sentir-me mais bonita, andar por aí tão solta e contente por não ter alguma atividade a não ser prolongar minha felicidade até altas horas da madrugada com pessoas que não reclamam e que não tem preocupações.

As novelas e as peças de teatro tornam-se meios de fantasia, pequenas janelinhas para nossa imaginação e gravação de histórias na mente, e a gente fica pensando em como é ter vidas assim, onde acontecem imprevistos que nos deixassem ocupados com coisas legais. Como ficamos ansiosos pela chegada das nossas férias! Uns 30 ou 60 dias já fazem nossa felicidade, e depois começa nossa rotina toda novamente. Acordar, tomar café correndo, fazer nossas atividades do dia, chegar em casa bem tarde, ficar na internet - quando a gente tem pique de ficar na internet, ou quando até nossa esperança nos deixa na mão, caindo a conexão - ou ver um pouco de televisão, ler alguma coisa e dormir... E no dia seguinte acontece tudo isso novamente. E nos fins de semana é mais ou menos parecido, também. Fico com muita vontade de viver nos anos passados. Menos nos anos 90, que são muito parecidos com a atualidade. Leio sobre os anos 60, 70 e 80 e fico imaginando coisas, como seria minha vida nesses anos? Minha juventude seria tão boa, com todas aquelas danceterias, receitas da vovó, música boa, lançamentos de música boa ao invés dos nossos nostálgicos flashbacks atuais. Tudo seria tão novo e bacana pra nós. Hoje é a mesmice tecnológica e tudo o que lança já cai rapidinho aqui no Brasil, ficamos mais ou menos empolgados e depois de umas semanas vemos que não era tão legal assim. Isso é vida? Se for, por que dizem que a vida é boa?

Nenhum comentário:

Postar um comentário