Livros x Séries

  • Acidentally On Purpuse
  • Amigas Online
  • Bones
  • Friends
  • Fringe
  • Glee
  • Gossip Girl
  • Pretty Little Liars
  • Private Practice
  • Sobrenatural
  • The Vampire Diaries
  • True blood

domingo, 23 de maio de 2010

Blogger

Quando olho algo escrito em algum blog, eu sempre me pergunto o porquê da pessoa ter escrito isso. Eu sei que você também deve pensar assim. Eu fico curiosa exatamente porque eu sei que cada texto que escrevi tem uma história. Algumas não são tão interessantes- só uma bobagem que li algum dia, uma canção que ouvi, um papo que tive com alguém, coisas do cotidiano. Mas eu sei que, no fundo, todo mundo (ou quase) deve se perguntar porquê tal post. Pois eu digo: nem sempre o que há nos blogs são verdades. Temos blogs para extravasar algum sangue literário que corre nas veias. Todo blogueiro é um escritor de livros em potencial. Mas sabemos que nunca seremos um Saramago, um Calvino, um Borges (alguns têm essa pretensão, mas blogueiros assim me dão medo- sem citar nomes das meninas- casualmente, todas de Porto Alegre. E não que elas se importem com isso, mas não vem ao caso). Blogueiro bom é aquele que se limita ao site dele, escreve 3 vezes por semana ou não escreve nada durante dois meses inteiros.
O barato do blog é saber que ele não vale nada, a não ser para quem escreve, mesmo. Um dia você tira do ar, do nada. Um ou outro sente a sua falta. É diferente de um livro, onde um erro é para o resto da vida- você escreveu aquilo, não tem “delete”. Azar o seu.
Humildade é a palavra. Não adianta agradecer que seu blog chegou a um milhão de acessos, que outras duas mil acessam por dia. Sabemos que isso não quer dizer muita coisa. Internet às vezes é traiçoeira. São um milhão de acessos, mas todos da mesma pessoa. Ou da sua mãe.
Temos que nos limitar na possibilidade, como aquele sonho de ganhar na loteria. Você sabe que nunca vai ganhar, mas mesmo assim, não vai desistir.

Nenhum comentário:

Postar um comentário